Defender os direitos dos reformados, mais saúde, melhores pensões, envelhecer com dignidade

PLANO DE ATIVIDADES PARA 2021

No dealbar de 2021 é importante refletir sobre a nossa vida no decurso de 2020, proceder à análise dos acontecimentos marcados pela influência dos efeitos da pandemia provocada pelo COVID-19 que veio acentuar as desigualdades sociais existentes anteriormente ao surto epidémico e expressar a necessidade de continuar a justa luta que o MURPI vem travando, sempre com a força dos reformados, pensionistas e idosos.

Os dirigentes e ativistas das Associações de Reformados viram a sua intervenção bruscamente interrompida, enquanto iam garantindo e assegurando o alargamento do apoio social domiciliário devido aos reformados abrangidos pelo apoio social. Não fosse este contributo, voluntariamente prestado pelos trabalhadores e dirigentes das Associações e sem o devido reconhecimento da Segurança Social, maior teria sido o sofrimento e as dificuldades sentidas por milhares de reformados que se encontram dependentes deste apoio.

Muitas das atividades programadas e aprovadas pelos órgãos dirigentes da Confederação MURPI não conseguiram ser realizadas porque as autoridades sanitárias e da Segurança Social criaram novos condicionalismos que impediram a sua concretização. O MURPI tomou sempre posição pública contra a situação difícil em que se encontravam muitas pessoas idosas isoladas nos lares, com privação de contactos com os seus familiares e com grave penosidade na saúde, sem que existissem planos de contingência coerentes.

Hoje como no passado, o MURPI sempre foi uma força atenta e interveniente, desenvolveu a sua atividade em constante ligação aos problemas mais sentidos pelos reformados e com eles elaborou e aprovou o Caderno Reivindicativo para 2021 que contempla um conjunto de medidas nas áreas da saúde, das pensões e rendimentos, da habitação, dos transportes e do reforço do movimento associativo.

Continuar a defender os direitos dos reformados, pensionistas e idosos e alargar o seu âmbito de intervenção, promovendo o seu reforço e assegurando a sua perenidade para os atuais e futuros reformados, constitui o nosso objetivo fundamental / primordial.

VER – PLANO DE ATIVIDADES PARA 2021