Retomar o direito a viver com segurança e confiança/Avançar no direito a envelhecer com direitos

O MURPI assinala mais uma vez a comemoração do Dia do Idoso no dia 1 de outubro, sob o lema “Retomar o direito a viver com segurança e confiança/Avançar no direito a envelhecer com direitos”.

Nesse âmbito divulga um folheto que contém as principais exigências e ações a desenvolver no imediato com o objetivo da afirmação do direito das pessoas idosas se libertarem do estigma de medo que esteve associado aos efeitos da pandemia e virem a assumir o direito a envelhecer com dignidade e com a vontade de viver com alegria o tempo da reforma.

No documento considera que é tempo de:

  • Devolver a alegria e o prazer de viver o tempo da reforma liberto do isolamento e do medo, promovendo o direito a viver com segurança e confiança, retomando o convívio familiar e social e a fruição saudável dos tempos livres:
  • dar combate às desigualdades sociais e à pobreza entre os idosos, cumprir os direitos dos reformados, pensionistas e idosos promovendo o direito a envelhecer com qualidade de vida;
  • Retomar a vida associativa assegurando o normal funcionamento das associações de reformado, pensionistas e idosos e dos seus grupos culturais;
  • Retomar o funcionamento das universidades seniores e promover o acesso a bens e serviços que promovam a fruição desportiva e cultural dos reformados, pensionistas e idosos.

É pela luta dos reformados, pensionistas e idosos e pela ação do MURPI que se avançará com estes justos objectivos!